Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

Vila Flor

João-Afonso Machado, 14.10.18

Um surpresa, Vila Flor, para quem chega depois de tanto tempo.

IMG_3415.JPG

A terrinha parece condenada à condição de velharia. Resignada a ir pelo melhor preço. Numa mercancia junto do jardim público com gasolineira e tudo menos algo que se aprecie.

IMG_3417.JPG

Depois aparecem tímidos sinais de vida. Ainda haverá jornais, política, futebol e cerveja em Vila Flor. Há, pelo menos, esplanadas de cedo recolher...

IMG_3420.JPG

E, de súbito, a imponência da Matriz. Percebemo-lo logo - ali é que é, e sempre foi, Vila Flor. O resto é caminho de viandantes. Toca a esgalhar o morro!

IMG_3424.JPG

Nesse curso, a Rainha Santa. Diz-se que D. Dinis, no trajecto para Trancoso, onde casou, passou por aqui e encantou-se com as amendoeiras em floração. Daí o nome da vila... A Rainha D. Isabel não necessitou o escultor incluísse rosas na estátua - são os de lá que sempre as colocam vivas, coloridas no seu regaço. De enternecer qualquer descrente!

IMG_3434.JPG

Atrás da igreja principal, o Largo do Paço dos Condes de Sampaio. Que estes foram os senhores de Vila Flor, é certo. Da história actual sei o pouco que recomenda me cale. Mas, na esquina do «Paço», lá estão, em pleno, as armas daquele apelido.

IMG_3437.JPG

Indo sempre, são muitos os recantos de bem repousar. Como só na Província. Pena é tanto automóvel a emburrar o cenário. Ainda assim, percebe-se, para lá do imediato, prolifera a pacatez, um tempo menos apressado.

IMG_3439.JPG

E imenso para arranjar, polir, rechear, habitar, imenso para fugirmos da maluqueira que grassa por aí. Vila Flor: outra praça forte da nossa paz um dia, se Deus quiser.