Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

Sofia, o raro momento de um cais

João-Afonso Machado, 13.08.18

IMG_3065.JPG

Se te chamasses Sofia (porquê Sofia? Ora, decerto por sentir talvez fosses da arte da sabedoria...), ouvirias essa tarde todos os segundos da ondulação. E nada mais. Entrarias no bote a deitar as mãos às cordas do velame. Foi, Sofia, o teu único ui!, um passageiro contacto com a sua aspereza. Depois, ninguém mais te arrancou uma palavra. A força do vento, como a das águas, encheu o entardecer de energia fisica e de um imenso torpor mental. Reflexos, o poder dos braços e o pairar do espírito. Tal como no cais. 

O cais calara-se entre ordens e contraordens vizinhas e mesmo o ruído de motores. Transformara-se num momento em forma de passadeira de tábuas. Já algo sorumbático, aguardando, Sofia, a sua morte logo que o sol se pusesse. Mas reagindo, de máquina fotográfica em punho e rajadas. A fuzilar a tua fugacidade, Sofia.