Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

"Operação Marquês"

João-Afonso Machado, 25.11.14

CARETOS.JPG 

Enganei-me. A medida de coacção aplicada foi a mais grave: Sócrates está em prisão preventiva. E a Esquerda de cabeça perdida. Tudo conforme a noite televisiva de ontem.

Depois lembrei-me - «Operação Marquês»... Com acento circunflexo, logo não era «Marques», um Marques qualquer. Ocorreu-me, salvaguardadas as devidas distâncias, também o Marquês de Pombal, logo após a morte d'El-Rei D. José, se viu desterrado para os seus domínios, longe da Côrte onde durante décadas impusera a sua vontade e aonde jamais regressou. Exercera, até à subida ao trono de D. Maria I, o cargo de Secretário do Reino. Foi o 1º Ministro de então.

É claro, nos 16 anos da I República multiplicaram-se os casos de ministros e chefes de Ministérios a passarem pelos calabouços. Mas isso era fruto das sucessivas revoluções, não de processos judiciais nem da prática de algum ilícito em concreto. Não, o caso de Sócrates é diferente e não parece a República da corrupção se assuma inspirada na República da vandalização.

Sócrates protagoniza uma situação histórica ímpar, portanto. (Mesmo porque nem se aproxima do grande estadista que o Marquês foi - PPP's para auto-estradas competindo com a reconstrução de Lisboa?). Politicamente, Sócrates é um fantasma; um"careto", personagem de que ele ainda não estará esquecido.

Nada disto é importante, salvo a prisão de um ex-1º Ministro num país dito civilizado, europeu. Também parece óbvio que a pregação da não interferência nas decisões do Tribunal Constitucional não se aplicará ao juiz Carlos Alexandre. A rapaziada é assim. Nesta altura, o fundamental é a Direita saber comportar-se...