Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

O Cara de Grilo

João-Afonso Machado, 23.09.18

GRILO.JPG

Pois que hei senão de correr ofegante atrás da minha caneta, incapaz de a impedir de levar avante o seu propósito, um novo conto? A saga do Cara de Grilo, personagem grotesca. Estúpido, pedante, falaz. (Lá esta ela, a caneta, desbragada nos adjectivos.) E por mais que eu lhe peça, lhe implore, sempre ligeirinha, acutilante, a despachar considerações, o Cara de Grilo é um saco cheio de nada, uma tromba feia, um revolucionário a mamar pelo biberão. Calma, caneta, esquece o tema, escolhe outro.

É o esqueces! É o escolhes! Porque o rapaz não presta, não soma dois com dois. Porque é um mau exemplo. Porque é um ecologista fumador e lança as priscas ao chão. Porque todas as canetas têm memória (nisso estou de acordo com ela) e tanta petulância precisa de palavras grossas, em bom português, figuras de estilo escolhidas a rigor, frases plenas de direcção a frechar-lhe o armanço.

Nada a fazer. É deixá-la deslizar no papel a rabiscar o conto. E, ao menos, negociar umas imagens, enxertar nele alguns pormenores paisagísticos a amenizar a ferocidade da narração.

Os leitores depois dirão de sua justiça.

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.