Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

Domingo sem zelo, perdiz com pêlo

João-Afonso Machado, 27.11.16

MARRADO.JPG

Infalível, a velha sabedoria popular. Sofrida nessas horas após o quentinho da cama, a preguiça é o que é. Quando os carros dos outros vão chegado para um almoço mais merecido e a gente se arrepende do horário de leitura, num domingo em que o tempo não soa certo. A culpa, já nos habituámos, recai sempre sobre a chuva, e as dores sobre a tranquilidade dos gatos. Porque os cães não usam relógio nem se regulam pelo boletim meteorológico.

É a vida, o peso da vida, o turbilhão dos quilos, a bola de neve e a avalanche poderosíssima, a catástrofe. O fim do mundo. Em suma, um espectáculo que não se recomenda aos espíritos mais sensíveis, ali em baixo, na rua, bem à vista da varanda onde preguiçam os nossos dias.

Uma desgraça, é o que é. Lá diz o ditado. E a poesia de António Nobre também. Só mais nada.