Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

Hoje, dia da Padroeira

João-Afonso Machado, 08.12.13

Há dias mais e dias menos e hoje foi um dia todo. Sentados juntos na nossa missa da Casa, querida Avó e querida Mana. sorrindo ambas, a Avó no seu genufletório e tu, Mana, mesmo ali, nos bancos da frente connosco, sempre serena, sempre a nossa querida Mana. Ambas bem envoltas em roupagens, friorentas a vida inteira. O coração encheu-se-nos, mesmo a capela pareceu a de outras eras em que a freguesia em peso lá festejava a Senhora da Conceição em manhãs de bater os pés no chão, porque o tempo não facilita, as temperaturas galopam o termómetro abaixo.

Estranha coisa, o Tempo dos relógios! Imparável no sentido dos seus ponteiros, mas quedando-se por vezes, a recuar em memórias e muitos beijos, esses todos que vos continuamos a dar, querida Avó e querida Mana.

Foi muito bom. Quem vos diria: voltem sempre! - se sempre é a palavra mais presente na constante expressão, tão meiga, do olhar da querida Avó e da querida Mana?

Partidas do Tempo. Minha Avó, minha Mana, é tempo de partir. Andam por aí umas perdizes, essas que tão bem cozinhavam. Um beijo enorme.