Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

O irreal "Estado Social"

João-Afonso Machado, 02.12.12

O drama recente de alguém de poucas posses - uma empregada doméstica, precisamente - em quarteis do IPO, o drama, portanto, de quem padece de um cancro e a quem o IPO fez acreditar a doença se encontrava sanada, que voltasse lá passado uns tantos meses, pelo sim, pelo não, mas o tumor, afinal, cresceu entretanto não sei quantos milímetros, a operação afigura-se agora inútil e a desgraçada desespera e bate à porta dos que (crê ela) a conseguem ajudar... porque conhecem pessoalmente médicos de confiança, desses que olham para os pacientes como seres humanos e não como peças de uma lista de espera - toda esta história que, decerto, todos já presenciaram ou mesmo acompanharam em tonalidades as mesmas ou idênticas, leva-nos a pensar no famigerado Estado Social.

A reportagem no DN de hoje sobre vinte portugueses - eclesiásticos e, maioritariamente, leigos - que dedicam a sua vida a ajudar quem de auxilio careça - também trouxe à tona essa tenebrosa arma de arrremesso chamada Estado Social.

O mesmo acontece a cause da campanha do Banco Alimentar este fim-de-semana.

Em suma, porque vivemos apenas um estéril combate de palavras cada vez mais destituidas de sentido. A Esquerda desembaínha a espada pelo Estado Social apenas para acutilar a Direita e encostá-la a uma parede ideológica de onde só sairá viva confessando-se pérfida e neo-liberal. Rendendo-se, assim, totalmente submetida.

E, deste modo, admitindo que o Estado Social é, tão-só, o Estado Socialista. O Estado Seguro do Tozé. O Estado Estatizante da tropa restante. O Estado Clientelar da velha ditadura burocrática.

E, acima do mais, o Estado falido. o tal que Sócrates tentou "revitalizar" encerrando escolas e centros de saúde. Ou seja, sonegando serviços para manter os custos do aparelho. Decerto, razoavelmente como agora também se pretende agir, mas com toda  a autoridade do rótulo "socialista".

Como acima referi, nada disto é real, sofrimento das pessoas à parte; o mais pertence ao mundo virtual das ideologias.

 

 

2 comentários

Comentar post