Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

Memória de elefante

João-Afonso Machado, 23.04.12

Tudo se torna cada vez mais claro. Desde logo, o pretenso vanguardismo legislativo da era zapaterista, o branqueamento do passado republicano, como se a Guerra Civil tivesse sido apenas um imenso genocídio perpetrado pelas tropas de Franco..., e, finalmente, o elefante no Botswana.

Assim em definitivo saltou a rolha à imprensa, com a de cá sempre muito colaborante. Ainda hoje, em cima da banca onde comprei o jornal, a capa de uma revista da especialidade cor-de-rosa explicava que, no caso de "queda da Monarquia" (sic), Letizia teria com que sustentar as filhas. E na incontornável fotografia ao lado, o Principe Felipe (junto de quem a sua Mulher se encontrava em qualquer cerimónia oficial) sequer era mencionado, ignoto, porventura sub-repticiamente rotulado de putativo insolvente.

Outras menos tontas publicações não esqueceram também o tema: o declínio da Monarquia espanhola. Porque, não nos iludamos, a Esquerda continua a saber trabalhar na maior eficiência. Falando sempre em nome do que seguramente não representa: o povo, o conjunto dos cidadãos.

E o resultado está - estará - ai, bem à vista, aquando da sucessão de Juan Carlos. Sim, Felipe enfrentará adversidades que o Rei não conheceu. O que não se percebe é como será, mudando o Regime, o futuro da Espanha. Como evitar a bulha? Como harmonizar castelhanos, galegos, bascos, catalães...? Sem a Monarquia, depois de Franco, um nome inaceitável, politicamente indizivel, até?

Deixo aqui uma sugestão: recorram os espanhois ao Marechal Tito. Ele saiu-se muito bem com a sua Jugoslávia.

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.