Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

De Chaves a Faro (EN2) - IV

João-Afonso Machado, 23.06.20

Até ao Pedrogão Pequeno, percorremos assadamente o Portugal queimado, esse incontornável braseiro que este ano ainda não deu sinal. Mas o calor era muito e a imagem, ao longe, da barragem do Cabril veio refrescar-nos um pouco os espíritos.

IMG_2906.JPG

Pouco faltaria para o hotel onde chegámos entre uma nuvem de motards maior do que a praga dos gafanhotos. As vistas, todavia, eram excelentes: ao longe o Pedrogão Grande, ponto de encontro dos distritos de Coimbra, Leiria e Castelo Branco. Não surgiu modo de ir além de um "adeus" à distância...

PEDROGÃO GRANDE.JPG

E só no dia seguinte, após o indispensável descanso, viemos cá abaixo, meter o nariz no Pedrogão Pequeno.

IMG_2910.JPG

Pequeno, mudo e muito deixado ao deus-dará. Rumámos então à Sertã.

TORRE.JPG

Outro mundo, outros castelos, outro movimento, uma valente ribeira a rechinar de peixe, mas a pesca não se compadece com velocidades como a que levávamos. Urgia prosseguir para sul, a próxima paragem seria Abrantes.

IMG_2918.JPG

O reino do conde (desses mais antigos) D. Lopo de Almeida. Não faltava onde enfiar a curiosidade, assim o relógio o consentisse. Do alto da muralha da fortaleza, a planície em redor do Tejo, com pouco de lezíria, muito mais de indústria, colossais fábricas que se avistam quilómetros e quilómetros para os lados de Espanha. Entre tantas imagens, ficou-nos a entradinha simpática de uma casota, pequena como decerto a dona, na Travessa do Tem-te-Bem. Foi essa que trouxemos. Estávamos saciados...

Atravessando o rio no Rossio ao Sul do Tejo punhamos o pé na provincia trastagana. Tal o passo a dar seguidamente.