Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

Megalomanias

João-Afonso Machado, 18.02.20

IMG_2312.JPG

Quando poisou, não muito distante, eu qui-lo um condor. No cimo de qualquer cordilheira andina, nada eram ramos secos, antes pedra nua, possivelmente manchada de neves.

Faltava a demonstração da espantosa envergadura de asas do monstro. Faltava um eclipse solar por elas provocado e um anho a imolar à voracidade da ave, sangrando pendurado nos ares pelas suas garras. Faltavam os gritos de horror, uma carabina, a chusma de aldeões armados de varapaus, era deles a carne do sacrificado.

Uma tarde ensolarada de ideias sentadas no banco do parque, a folhear as páginas de Tintin em perigos peruanos, a caminho do Templo do Sol. Serranias esgotantes, selvas equatoriais, avalanches assassinas, medonhas amplitudes térmicas e grutas de paredes fosforescentes - tudo irradiando desse estranho passarão, cá recém-chegado, empoleirado no cimo da minha vontade que, de resto, um beijo e um abraço, um abraço e um beijo (e por aí fora), tudo transformaram em palavras de histórias e comentários sobre peixinhos, afinal o dia-a-dia de um simples corvo-marinho como eu.