Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

O Ano Novo

João-Afonso Machado, 01.01.20

IMG_2197.JPG

Chegou triunfalmente à hora prevista, com muitos abraços e um condigno beberete a recebê-lo. Depois demorou-se como um cardeal, em profunda troca de impressões com o seu antecessor.

Nada de novo neste cerimonial. Curiosamente, o Ano Novo, fresquinho, imberbe, gosta sempre de exibir um nome extenso, secular, entranhado no Tempo. O de agora, calhou, lê-se bem, dá azo a alcunhas. É o 2020, o Vinte-Vinte.

E no fim de tanto paleio e de punhados de uvas passas regadas a espumante, o Vinte-Vinte foi-se ao seu primeiro descanso. Todos repararam, manhã cedo, no tardio despertar do dia da estreia.

Ficara na cama a pensar. Já garantira, mesmo antes da vinda, o sustento de uns tantos oráculos. No momento, levantando-se afinal, receberia em mãos o destino do Mundo. Sabia, lamentava, haveria quem ficasse pelo caminho, mas outros nasceriam em sua substituição. Em boa verdade, restava ao Vinte-Vinte observar como se comportavam as gentes, tentar amaciar os caprichos da meteorologia e aguardar o Vinte-Um desse à costa para o substituir.

Assim reconhecendo os seus parcos poderes, o 2020 pôs os olhos no céu e viu o azul que arribara consigo. Mais confortado, subiu uma árvore e desatou a assobiar como um passarinho qualquer.