Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

A fintar a multidão

João-Afonso Machado, 21.08.18

HOTEL DO ELEVADOR.JPG

A subida sossegou-me: o mutismo do elevador é um bom ensaio. Mas, lá em cima, no "cais", a multidão ávida de tudo o que as multidões são ávidas, quase me iniciou na penitência dos arrependidos. Enfim, a minha maleta de couro gasto, com duas camisas e outras tantas cuecas, mais a caneta e o tinteiro, três livritos, logrou perfurar a multidão. E a quietude tornou à tona. Estou cá vai para uma semana, a lavandaria do hotel faz milagres.

O pessoal de serviço, desde o porteiro aos rapazes do restaurante, obra o louvável conjunto de nem um penteado à Cristiano Ronaldo; muito menos à segurança de bar, com o tufo em cima das cabeças rapadas.

Não. Tudo gente de bem e treinada para o calor, não há cá mangas arregaçadas. As ementas não inventam, apresentam o indispensável cabrito, o bacalhau assado, os filetes de pescada e, regularmente, trutas fario, chegadas do rio Homem, ali para Caldelas. Um primor em que não se pode omitir a canjinha também.

Quando regresso? Nem sei, será dificil trazer o meu espírito para baixo, agarrado que ele anda aos cânticos dos repuxos de água. (Têm cá um alvarinho de estalo; então a dar de beber às trutas...) E depois o hotel acastanha-se com a ignorância da multidão, que é garrida e gosta de esplanadas com guarda-sois a publicitar gelados. As tardes são no terraço, espreitando Braga e os bunkers que a cercam. Pobre Braga, já não há canudo que lhe valha!... Na frescura da noite (quando a multidão já debandou, desiludida com o horário das esplanadas), é chegado o momento do passeio. Sem que a religiosidade do local impressione, confesso. O Bom Jesus é essencialmente lazer e repouso. A oração reside no Sameiro ao lado. Que me perdoem a minha eventual heresia, mas é mesmo assim.

De modo que ficarei. A quilómetros e quilómetros de onde realmente estou. E no hotel junto ao elevador. Entre escritas, releituras de Camilo - outro batido do Bom Jesus - canjas, cabritos, trutas e alvarinhos. Capaz mesmo de receber visitas. É claro, jamais uma multidão delas - eu não tenho grande finta, não sou o Ronaldo, e detesto currais.