Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

Como quem vai à vacina

João-Afonso Machado, 01.02.15

O tabuleiro contem as peças do costume, na hirta posição de sempre. Louve-se a leal ortodoxia dos comunistas; e escute-se o silêncio envergonhado dos bloquistas: eles que sonharam um dia também poder e se desfazem agora em lascas (algumas, que belíssimas lascas!...); suporte-se o cansativo reco-reco socialista, um partido que não faz política e vive da construção de obras dispensáveis, in casu um discurso político a permitir-lhe sobreviver de contradições e despesismo eleitoralista - qualquer  coisa oscilando entre a dita "austeridade" à sua espera, quando governar, e a miragem grega nacionalizada, nossa.

Assim se compõe o bruá do nosso quotidiano "nacional". É urgente a próxima legislatura seja marcada por uma maioria e um governo PS. Pela singela razão de uma esperança - a de que Portugal aprenda finalmente. E empiricamente. Se vacine. E assegure o seu futuro.

É a esperança de que Portugal aprenda a não viver de argumentos e golpes de rins palavrosos; nem de radicalismos, de fanatismo, demagogia ou facilitismo; ou da sistémica culpabilização dos outros; de BMW's para que não tem bolsa e incumpre as prestações do pagamento; de reivindicações e exigências de uma economia melhor para a qual não quer contribuir...

Talvez não a despropósito, Tsipras inicia agora um périplo "bem agendado" Europa fora. Trazendo às nossas recordações o saudoso Soares, Ministro dos Negócios Estrangeiros e homem de comitivas.