Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

Devido a causas naturais?...

João-Afonso Machado, 07.10.14

Começou hoje o julgamento dos pretensos incendiários do Caramulo. Vão acusados, entre outros crimes, de homicídio qualificado.

Circunstância invulgar, foi nomeado um juri, com certeza a requerimento do Ministério Público, a não se verificar a doidice dos arguidos e dos seus defensores (constituidos ou oficiosos). 

Esclareça-se que a acusação de homicídio (a não ser involuntário) parece excessiva - o dolo, mesmo eventual, não se terá verificado. Sem embargo, o cúmulo das penas em que, a provar-se a sua autoria, serão condenados, atirará para os recordistas 25 anos de gaiola. Por muitas razões e porque, sobretudo, se pretende este julgamento seja exemplar.

Assim se percebe o M. P. tenha requerido a intervenção do juri: competir-lhe-á dizê-los (aos arguidos)... guilty or not guilty...

Apetece o áparte, a deliberação está antecipadamente tomada - culpados! E o M.P. quis fosse o povo (os jurados) a proferi-la. O juiz depois aplicará a lei - com mão pesada.

Não há muito a comentar sobre o caso. Apenas isto: este foi um dos maiores e mais mortíferos incêndios em Portugal. Aparentemente por vontade de dois homens. Como a grande maioria dos incêndios neste País.