Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

Costa seguro

João-Afonso Machado, 29.06.14

Os Antónios vieram passar o S. João ao Porto. O Tozé a convite da organização local do PS, o Tony por gentileza do edil Rui Moreira. O primeiro intentando cativar os socialistas nortenhos, o segundo já em pré-campanha para as Legislativas do próximo ano. Essa a grande diferença: a que o olhar de cada um tão bem patenteia. Onde Tozé clama contra a traição de que foi vítima, Tony alardeia tranquilidade e disponibiliza-se generosamente para servir os altos designios da Pátria.

Era bom - sobretudo para ele próprio -  António José Seguro percebesse a sua total falta de hipóteses contra António Costa. Há muito tempo, de resto. Este aguardava apenas o momento oportuno de lhe roubar o partido, deixando-o esgotar-se em pequenas, insiginificantes, vitórias eleitorais. Que assim é prova-o o mais fiável de todos os barómetros - a precipitada mudança de rumo efectuada por todos os lacõezinhos à tona socialista.

Tudo muito feio, obviamente. Mas a política faz-se assim, pelo menos em Portugal. E, sendo o lado perdedor sempre o mais cativante para quem vê esse mundo do exterior, Seguro até conseguiria conquistar alguma simpatia, não fora o caso de despejar as suas frustrações em inopinados ataques à Direita. Talvez por incontrolável pavor ante o espectro do desemprego. No auge da sua crise, porém, servir-lhe-ia de paliativo a invocação de Santo António (Guterres). Quem sabe, comprovada a sua bondade, não alcançasse também um cargo de prestígio e distância da porcaria?