Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

Férias de Natal

João-Afonso Machado, 19.12.13

Eram umas férias especiais. Sem a amplitude do Verão, semanas e semanas sem fim à vista, antes resguardadas no calor da lareira, aqueles dias únicos de expectativa entre o Natal e o Ano Novo. Diminutas mas cheias de luz, na escuridão da invernia, e imensamente musicais. Um tempo de família, de alegria e da sempre ansiada entrega dos presentes. Cheirando imparavelmente a rabanadas e a mexidos, mesmo com o bacalhau a saber bem, tão ao contrário do que a criançada sentia no decorrer do quotidiano. As férias do Natal são o que de melhor trazemos na nossa memória já de adultos.

Hoje não serão vividas assim. Os pais trabalham, o lar é um escasso momento vivido quase na hora de recolher à cama. Mas a miudagem continua a gostar de brincar e de viver, consoante pode, esses dias ímpares de magia natalícia.

Talvez não haja vagar para pensarmos nisso. Nem para planear os presentes, as preferências, os sinais dados no decurso do tempo que antecede a quadra. Filhos, netos, afilhados, quanta gente, quanta escassez de imaginação e disponibilidade... 

Assim mesmo a vida tem de continuar. Para muitos sem grandes alterações de horários, a escola, o ATL são alternativas incontornáveis. Onde, tantas vezes, a guarda dos mais novos é mera profissão dos guardiões. Mas onde, também, com um bocado de sorte, se encontram absolutas vocações. Gente que vai além do ganha-pão e se entrega do coração. Às crianças, aos nossos filhos ou netos, ao nosso sangue que já não pode brincar em casa e gozar as férias de antigamente.