Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

Utopias e outros dislates mais

João-Afonso Machado, 11.07.13

Aparentemente, Cavaco Silva crê-se um chefe de Estado influente. E não é. Crê também na bondade das hostes partidárias. E ela não existe. Garantidamente Cavaco Silva «ligou à terra» ou esqueceu a consulta no oftalmologista. Senão, a pose já vice-primo-ministerial de Paulo Portas, a expressão rancorosa do Sócrates dominical ou a crescente ratonice de Silva Pereira retirar-lhe-iam qualquer veleidade.

Tudo para concluir a solução «Governo de salvação nacional», que lhe aliviaria os ombros de tantas maçadas, é impossivel. Infelizmente, é certo. Mas, sendo impossivel, Cavaco Silva tem andado a perder tempo apenas. E Portugal também.

Depois, a convocação de eleições antecipadas só o deixaria bem ante a Esquerda (com o PS a ter de se movimentar ligeiro para trocar Seguro por Costa até lá). E porque ela parece cada vez mais inevitável, porque não assumi-la já?

Compreender-se-ia o discurso de Cavaco se ele marcasse um prazo curto para uma atitude partidária no sentido do dito «Governo de salvação nacional». Mas atribuir funções de gestão ao actual até meados de 2014!... Valha-nos Deus!