Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

E agora, Tozé?

João-Afonso Machado, 02.07.13

A poucos minutos de, provavelmente, um dos maiores exercícios de criatividade de Paulo Portas - justificando a sua saída do Governo - talvez não seja ainda de lhe chamar traidor. Isto é: de lhe apontar o cartão vermelho (aliás desnecessário...) por derrube de Passos Coelho na grande área.

Ainda acredito - é tudo uma encenação. Uma devolução. A Governação, absolutamente imprópria para consumo, já em adiantado estado de decomposição, é assim entregue de bandeja a quem a minou - a Esquerda. E Seguro, que se deliciava brincando com pedidos e proclamações de eleições antecipadas, vai tê-las. Pois é, Tozé, é o diabo mas o meu menino vai tê-las...

Percebendo que levou a encenação longe de mais, a Esquerda vitimizar-se-à, como é seu apanágio, e os coros nas próximas semanas entoarão em unissono sindical e partidário o hino da crise política (obviamente criada pela Direita). Quando antes, na rua, assobiavam  ministros e apedrejavam instituições, clamando contra Cavaco e a sua parcialidade, tentando demonstrar a ilegitimidade do Governo.