Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

Sobre eventuais surpresas eleitorais

João-Afonso Machado, 28.06.13

Dentro precisamente três meses serão as eleições autárquicas. A fraquissima votação nos partidos da Coligação é quase uma certeza e compreende-se - nunca antes houve um Governo tão impopular e, embora os assuntos não sejam misturáveis, em Portugal é deste modo que se ajustam as contas.

Por essa e por outras (não é uma interpretação minha, resulta do que gente muito próxima das cúpulas do PS me contou então), Sócrates, tentando afastar de si o incómodo de pedir a intervenção da Troika, congeminou um PEC IV, valeu-se da ingenuidade e precipitação de Passos Coelho, rejubilou com o chumbo na AR de mais esse aperto e saiu da trampa por si acumulada responsabilizando a Oposição pelo seu cheiro. Após saborosa estadia em Paris, ei-lo de novo entre nós, a destapar a fossa e a apontar o dedo a quem a não carregou.

Tudo para dizer que mais do que não admirador de Passos Coelho compete-me dedicar a Sócrates a minha total ausência de consideração. E, ainda, que se não fosse o actual, outro qualquer 1º Ministro se veria a trilhar os mesmos caminhos da aflição. Infelizmente, no que respeita a políticos, só nos é dado escolher entre maus e menos maus.

Sucede, porém, o Poder Local vir revelando - não de há muito - gente com reais capacidades e dedicação. E força bastante para (se identificadas com os partidos da Coligação) se manterem à frente das suas autarquias ou conquistarem-nas aos seus adversários. Contrariando absolutamente o expectável e prestando um valiosissimo contributo para o desmascarar do Estado e a afirmação das Regiões.