Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

Das "Memórias de Um Átomo"

João-Afonso Machado, 01.02.12

C:\Documents and Settings\USER\Ambiente de trabalh

 «Fora notícia: o senador morrera de uma bala certeira no coração. Capturado e prontamente julgado, o autor do atentado sofreria pena capital. Depois de amanhã, por esta hora...

A indignação tomou conta dos republicanos portugueses. A condenação à morte era a maior cuspidela na sua Ética. Convocados por Soares Pai, compareceram todos no local escolhido: o sótão de Alegre. Para ser mais democrático, mais clandestino.

O anfitreão, sempre grave, sempre patrióta, acolhia-os de braços abertos, emocionadamente:

- E o Aquilino, o Tito, o Rego, o Cal?

Soares Filho viu-se obrigado a lembrar-lhe que esses convivas haviam já morrido. Mas todos se curvavam ante a sua memória...

- Ah, pois! Já me esquecia. A mim não há quem me mate! Só a morte!

E passaram à ordem do dia: a viagem aos EUA para uma manifestação pelo direito à vida, junto da prisão do Texas.

Simplesmente... eram poucos, não os bastante para erguerem a bandeira da República e uma tarja alusiva. Além de que as deslocações estavam caríssimas e rareavam as sinecuras.

- Oh Reis, vê lá se arranjas algum...

- Eu? Quem manda agora é o Lima. Falem com ele...

Alguém sugeriu também contactassem o PSD. Que diabo! Neo-liberais, ninguém o negava, mas nem todos destituidos da Ética republicana.

- Vou ligar à Mozart!

- Eh pá, para essa não! Consta que o pessoal não paga as contas e já lhes cortaram o telefone.

E a reunião (o complot) ameaçava ficar nisto: na contagem de espingardas - escassas - e dos pecúlios - já não os de outrora... Desanimadamente. Foi quando alguém lembrou:

- Vocês sabem, faz hoje 104 anos mataram o Rei D. Carlos e o Princípe.

Instalou-se o júbilo total!

- Rapazes: temos mesmo de ir aos EUA. Além da Fraternidade comemoramos também a Liberdade e a Igualdade».

 

(Com a devida autorização do meu Amigo J. da Ega, a quem muito grato sou).