Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

Três da tarde

João-Afonso Machado, 22.04.11

Se a Fé move montanhas também há-de conseguir escorar a Verdade. O sofrimento foi prolongado e imenso, cessando pelas três horas dessa tarde, em que Cristo morria na cruz. Oferecendo-se assim para redimir as nossas faltas.

Por isso Deus mandou ao mundo o Filho do Homem. E é bom tê-lo sempre presente: Jesus foi homem, como nós somos, é homem também, pelos séculos fora o elo de ligação entre a nossa Cultura e o Criador. Portador de uma mensagem nova de paz, amor e esperança que paulatinamente nos encarregamos de recusar ouvir.

Vão lá dois milénios. Entre a História e a Religião, Cristo permanece connosco. Aliás, marcando indelévelmente o Tempo, antes e depois do seu nascimento. Por todo o planeta, entre todos os credos.

E este dia misterioso em que, pelas três da tarde, Jesus sucumbiu finalmente, pregado no madeiro, continua a ser solenemente evocado em cerimónias sempre participadas, nas ruas mais diversas localidades localidades minhotas.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.