Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

MACHADO, JA

A minha escrita, a minha fotografia, o meu mundo

Ao longo do cais

João-Afonso Machado, 14.04.11

São pausas na vida, os portos de mar. Como se, de repente, deixassemos para trás o alvoroço da Feira Popular e entrassemos na quietude do universo zen. No absoluto equilíbrio dos elementos, onde os cargueiros transportam cargas, os rebocadores rebocam, os pescadores pescam, sentados nos muros... mesmo se vernaculizando entre eles, acerca do futebol.

Tudo está no seu lugar: a imensidão das águas, a eterna ondulação rematada em traços de espuma a fervilhar junto às pedras; a melodia do voo das gaivotas, as mudanças de rumo nos seus piares. Nada perturba o deslizar dos dias no cais. Muito menos a chegada das embarcações carregadas de peixe, o entusiasmo que envolve a saga das redes.

E depois, esse imenso consolo: em qualquer cais do mundo, estamos sempre de costas voltadas para a Assembleia da República...